DCE UFAL (Gestão Correnteza) realiza Festival Universitário de Cultura e Arte (FUCA)

Cartaz do 5º FUCA, 5, 6 e 7 de dezembro de 2012

Cartaz do 5º FUCA, 5, 6 e 7 de dezembro de 2012

O Festival Universitário de Cultura e Arte – FUCA é um evento organizado pelo Diretório Central dos Estudantes – DCE – “Quilombo dos Palmares” Gestão CORRENTEZA, da Universidade Federal de Alagoas – UFAL. A partir do nosso tema – ZUMBI É NOSSA HISTÓRIA, NOSSA CULTURA É DE LUTA – buscamos valorizar nossa cultura local, agregando as mais diversas formas de manifestação artístico-cultural existentes nos campi da Universidade Federal de Alagoas, afim de que, contribua ativamente com a produção cultural na vida acadêmica, através da iniciativa de resgatar os valores socioculturais e históricos do povo alagoano. Assim, com uma história sempre identificada com a luta dos povos e, particularmente, do povo negro, por isso nos chamamos Quilombo dos Palmares, intentamos, nesse ano do Jubileu do DCE, resgatar o símbolo de luta e de resistência que marca o cenário dos grandes heróis alagoanos e brasileiros: ZUMBI. Essa identidade estudantil de resistência política e cultural configura-se pelo atual momento histórico que vivemos: há cem anos, em dois de fevereiro de 1912, ocorria uma das maiores violências sofridas pelo povo de santo do País.
O ‘Quebra de Xangô’, em Maceió/Al, foi liderado por veteranos de guerra e políticos que invadiram, depredaram e queimaram os principais terreiros de Xangô da cidade, espancando líderes e pais de santo dos cultos Afros. Na época do ‘Quebra’, o movimento que desencadeou a postura intolerante contra a religião de matriz africana na série de matérias intituladas “Bruxaria”, publicada em alguns jornais locais, trazia Tia Marcelina, que foi a fundadora do candomblé em Alagoas e a mais famosa mãe de santo do Estado, taxada como bruxa. A líder negra morreu em defesa do seu terreiro.
Portanto buscamos afirmar o FUCA como espaço privilegiado para a discussão e apreciação dos saberes e dos fazeres artístico culturais e étnico-raciais, incentivando a circulação da produção cultural universitária à medida que, permite ativar a cultura estudantil face ao diálogo com a diversidade das manifestações culturais em atividades artísticas nas áreas de Música, Artes Cênicas, Artes Plásticas, Artes Visuais, Literatura, Filosofia e Cultura Popular. Ocorrerá em teatro, montado dentro do campus, auditórios da UFAL, espaços centrais do campus, Tenda da cultura estudantil e no palco principal, compondo, assim, uma estrutura chamada de CIDADE DO FUCA, o que possibilitará o fluir dos debates, oficinas e mostras universitárias que será realizado de 05 a 07 de Dezembro.
No dia 06 ocorrerão as mostras de teatro, dança, literatura, fotografia e cinema que já foram selecionados, além de apresentações convidadas como a peça Insônia – adaptação do conto de Graciliano Ramos – da Cia de Teatro Meia Noite. E no dia 07 de dezembro, haverá uma virada cultural, com mais de 10 bandas de vários estilos musicais, forró, reggae, hip hop, rock’n roll, blues, será o maior evento cultural já realizado dentro da Universidade Federal de Alagoas.